quinta-feira, 16 de maio de 2013

Como reformar uma cômoda - Faça você mesmo!

Todo mundo merece uma segunda chance né? Com a minha cômoda não seria diferente. Não nego que cheguei a pensar num divórcio, mas ela tava lá toda caída graças à uma atitude minha. Me senti na obrigação de resgatá-la das profundezas do serviço mal acabado e trazê-la de volta pra luz. Hahaha. E antes que o SBT me contrate pra escrever a próxima novela, vamo ao que interessa né?

Pra quem não conhece a minha relação com essa cômoda, clique AQUI  primeiro pra ficar por dentro (é pra clicar e ler mesmo!!!). E pra você, leitor(a) das antigas, saca só o retorno da não mais (in)cômoda:


A primeira coisa pra se fazer na hora de reformar um móvel é identificar os defeitos. Pra quem não se lembra, o problema todo da cômoda estava na minha pressa em terminar e no descuido em alguns detalhes que nunca devem passar batido:


O primeiro passo então foi desfazer todo o serviço porco que eu tinha feito. Então comecei lixando toda a cômoda até tirar a toda a tinta. Use uma lixa mais grossa, se tiver uma lixadeira, facilita demais também. Ok, eu sei que lixar é um serviço chato pra caralho, mas se não o fizer, o resultado vai ser esse aí de cima. Aí nem adianta né? Que pôr a mão na massa, que faça o trem direito.

Caso você decida reformar um móvel em casa, essa é a base de tudo: tire qualquer resto de tinta ou verniz que existir até chegar na madeira. A superfície ficará mais porosa e aceitará melhor a cobertura, evitando que descasque depois.


Depois de lixar tudo, é hora de acertar os defeitos com massa pra madeira. No caso dessa cômoda, que foi muito barata, já era de se esperar que o acabamento não seria uma brastemp. 


O jeito foi mandar massa na coitada pra deixá-la bem lisinha. Você pode aplicar massa com uma espatúla ou até com uma faca. O importante é não fazer uma camada muito grossa. Assim que secar, lixe (de novo) pra tirar as imperfeições.

Com os buracos, ranhuras e tudo mais corrigidos, agora é hora de dar a primeira mão de tinta. Calma que ainda não é a vermelha. Pra tinta ter um resultado de cor bem fiel, é necessário que, primeiramente, você dê uma mão de tinta base. É uma tinta quase branca que serve como uma espécie de primmer, selando a peça e dando uma boa base para você trabalhar.

Espere a base secar e lixe novamente com um lixa fina, só pra garantir uma melhor aderência. Passe um pano pra retira o excesso de pó. Agora sim, seu móvel tá pronto pra ganhar a primeira demão de tinta.


Para pintar, use um rolinho próprio pra madeira. Que fazer menos bagunça? Forre sua bandeja com papel alumínio. Depois que usar é só jogar fora (sim, eu também não sei como não pensei nisso antes). Bom, quanto mais demãos de tinta, melhor será o acabamento, lembrando sempre de passar uma lixa fina entre as demãos e obedecer o tempo entre elas ok? Juro que não falo mais de lixa até o fim do post ok?


Agora que a parte da pintura acabou, vamos partir pras gavetas. Eu cobri todas usando tecido colorblock (o mesmo que usei nas cadeiras, lembra?). Só que desta vez não usei cola e sim, um grampeador de tapeceiro. Mas que diabos é isso? 

Explico. É tipo uma minancora, serve pra tudo. Rs. É um grampeador usado pra estofados e que te permite prender qualquer tipo de tecido ou material mais resistente na madeira. Vale muito a pena ter um em casa. Eu paguei 44 verdinhas nesse, mas existem alguns importados no mercado que custam menos de 20 conto.


Pra usar, é muito fácil, recorte o tecido em tiras de forma que sobre uns 5 centímetros pra cada lado da gaveta. Depois alinhe o tecido e vá prendendo essa sobra na parte de dentro da gaveta. É importante manter o grampeador bem reto pro grampo fixar bem, mas caso algum cisme de não entrar direito, ponha ele no seu devido lugar usando um martelo. Para os cantos, dobre o tecido  (que nem a gente faz quando vai embalar um presente) e grampeie.


Agora é só pegar suas gavetas estilosas e colocar na cômoda! ;)
Dá muito trabalho? Dá. Mas a lição que fica disso tudo é:

Não tenha pressa na hora de fazer seus projetos. Siga o passo a passo ou passe raiva lá na frente tendo que refazer tudo!



>> Você também pode usar tinner pra remover a tinta antiga. Basta passar sobre a superfície; esperar agir e tirar. A tinta derrete e você consegue remover com mais facilidade;
>> A tinta usada para pintar foi esmalte brilho à base de água;
>> A caixa de grampos custa 6 reais
>> Por mais que te dê vontade, nunca grampeie nem atire grampos em nada vivo;
>> O tecido custa 26,00 o metro e você encontra em lojas de tecidos para estofados;

Uffa, que post gigante, credo! Mas espero que tenha gostado. E lembre-se sempre, foque na diversão que tudo  fica mais fácil de fazer. Cobre-se menos, você não é profissional, mas não esqueça que nem a Eliana faz mais projeto com acabamento de trabalhinho escolar.

Dúvida, já sabe né?
Abraço! ;)

Marcadores: , ,

20 Comentários:

Às 16 de maio de 2013 08:00 , Anonymous Raiana Reis disse...

A comoda ficou linda, mas senti falta dos puxadores... E tu nem comentou nada sobre... ;)

 
Às 16 de maio de 2013 08:01 , Anonymous Eduardo Mendes disse...

É que eu prefiro sem puxadores Raiana. :p

 
Às 16 de maio de 2013 08:03 , Anonymous Isabelle disse...

A melhor parte do post foi "Por mais que te dê vontade, nunca grampei nem atire grampos em nada vivo;"
kkkkkkkkkkkkkkkkk!
Eu ri muito!
Ficou linda! Adorei!!!

 
Às 16 de maio de 2013 08:13 , Anonymous Meg disse...

Lindona! aí sim, hein! eu tb queria tirar (se pudesse) os puxadores dos meus armários pq eles tão mto chinfrins com eles.

 
Às 16 de maio de 2013 09:41 , Anonymous Flávia Senise disse...

Adorei !!!! Vc tem razão relamente duas coisas que não fico sem aqui em casa são: o grampeador (ótimo p/ reformar tábua de passar) e cola quente, investimentos que valem a pena. Bjs adorei o post!!

 
Às 16 de maio de 2013 10:03 , Anonymous Kina disse...

Eduardo, que linda ficou!! Este post veio super a calhar!! Comecei a pintar um baú de madeira e como não tinha o primmer, passei uma tinta branca antes de aplicar a tinta spray, mas manchou e ficou uma m....! Não sabia nem como começar a tirar tudo aquilo e começar a fazer tudo direito!! Agora já sei....rsrsrs. Obrigada! Kina.

 
Às 16 de maio de 2013 11:14 , Anonymous Mari Rodrigues disse...

Ficou ótima. Parabéns!
Mari.

 
Às 16 de maio de 2013 11:48 , Anonymous Michelle Hernandez disse...

Eduardo, ficou linda e cheia de estilo.
Adorei o tecido nas gavetas.
Eu também já fiz cada "nhaca" na afobaçao, que depois coloco no canto dos mortos prá ressuscitar num dia criativo e de disposiçao.
Perdoa a falta acentuaçao nas palavras, teclado espanhol só tem til no ñ...rsrs...

Uma ótima semana

 
Às 16 de maio de 2013 13:09 , Anonymous Juliana Amado disse...

Essa composição ficou show! O tecido foi uma escolha super acertada. Parabéns, Edu!

 
Às 17 de maio de 2013 04:44 , Anonymous Stephany Rodrigues disse...

Ahhh, muitoooo melhor!
Eu também colocaria o tecido na parte de cima, mas assim ficou mais a sua cara.
Muito bom! Esse final de semana o móvel do meu namorado vai ganhar uma reforma. Não tão abrangente como a sua, mas não deixa de ser cara nova!

 
Às 17 de maio de 2013 11:37 , Anonymous Richard Lima disse...

apenas uma dica: nao usem esse rolo de lã com esmalte sintetico "normal" porque vai dar caca. Esse base agua é salvador da patria! hehe abs

 
Às 18 de maio de 2013 09:13 , Anonymous Bruno disse...

E esses anoes lindos? Foi voce quem fez?

 
Às 18 de maio de 2013 09:13 , Anonymous Mayra Guimarães  disse...

Ficou simplesmente MARAVILHOSA!!! Eu já tinha comprado tinta e lixas para reformar a minha (pela 2ª vez!). Eu ganhei ela de uma vizinha, e era daquelas bem antigas, com aquela tinta que era quase preta. Lixei todinha à mão e fiquei alguns meses com elas dormentes... rsrs... Mesmo não tendo aplicado esses métodos super legais que você ensinou, ela ficou legal. Na época. Hoje está horrível! rsrs... Agora vou fazer exatamente como você ensinou! AMEI mesmo! Obrigada! AMO seu blog e TODAS as suas dicas!!! Beijos!

 
Às 18 de maio de 2013 10:27 , Anonymous eduardoefmendes disse...

Não Bruno, são da Tokstok! ;)

 
Às 20 de maio de 2013 15:50 , Anonymous Roberta Ribeiro disse...

Edu, ficou linda!!!!!

Parabéns!!!!

Bjs

 
Às 24 de maio de 2013 13:29 , Anonymous Raquel Rodrigues disse...

Tenho uma dúvida, que tipo de massa vc passou na comoda e que tipo de tinta, gostaria de fazer isso na incômoda que tenho aqui em casa, kkkk

 
Às 24 de maio de 2013 16:20 , Anonymous eduardoefmendes disse...

Oi Raquel, é massa pra madeira. Vc encontra em qualquer loja de material de construção. A tinta que eu usei foi esmalte sintético à base de água com acabamento brilho. Abraço.

 
Às 24 de maio de 2013 17:42 , Anonymous Raquel Rodrigues disse...

Obrigada

 
Às 28 de maio de 2013 14:57 , Anonymous rozane disse...

Uma dica: lixar pra remover toda a tinta e muito cansativo e trabalhoso, há removedores no mercado que ajudam a agilizar o processo, só é necessário ter cuidado, usar máscara e luva e com uma espátula ir retirando a película que vai se soltando, depois de seco. passa-se aguarrás e a lixa!

 
Às 27 de agosto de 2013 17:17 , Anonymous Aline Alves disse...

Tu és muito engraçado! Mas acho show de bola tu refazeres suas bagunças!!!! Ficou linda a (in)cômoda!!!!!!! Tenho um grampeador desse mas o meu me deixa SEMPRE na mão, odeio ele!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial